Continuação –

Em 1999 comecei a estudar no Mackenzie. Apesar de ter uma estrutura diferente, a única coisa que me preocupava eram minhas notas. Bolsista tem que ter boas notas e se não tiver perde a bolsa, eu pensava. Essa minha preocupação me fez estudar mais e ter boas notas. Passei a ter o hábito de estudar, conciliando com meus treinamentos.

Percebi a diferença entre a escola pública e a particular. No Mackenzie, eu tinha um maior acesso aos bens culturais e ao analisar a grande oportunidade que ganhei, tentei aproveitá-la ao máximo. Gostava de freqüentar a biblioteca, fazer natação, canto e coral. Das aulas de ciências e de português. Porém sentia falta de algo novo na aula de matemática, e não me interessava muito. Era muito sistemático e me sentia presa aos cálculos.
O meu ensino médio cursado ainda no Mackenzie me trouxe vivências únicas. Nessa época comecei a me interessar por livros de história brasileira e mundial, lingüística e sociedade. Encantava-me estudar a ditadura, a semana da arte Moderna, as revoluções que ocorriam na história do mundo. Mas uma grande questão me intrigava, qual curso vou escolher para o vestibular?

No último ano do Ensino Médio, minha turma fez uma viagem para conhecer a Universidade Mackenzie em São Paulo. Quando fomos a Tamboré, campus da Educação Física e outros cursos da saúde, fiquei surpresa com a estrutura oferecida. Conversei com o responsável pelas bolsas de estudos, e ele me garantiu que era só prestar o vestibular e passar que minha bolsa total estaria garantida. Voltei da viagem cheia de sonhos, queria fazer Educação Física em Tamboré. Mas minha família não tinha a renda necessária para me manter em outra cidade. A Universidade não possuía casa de estudantes, muito menos um apoio em dinheiro para atletas. Então ficou difícil continuar sonhando em ir para São Paulo.

Em Brasília, não queria fazer Educação Física. Na UnB o curso era diurno, o que dificultaria bastante meus treinamentos. Eu só podia pensar na UnB, pois não cogitava a idéia de pagar minha faculdade. A UPIS me ofereceu bolsa de estudos também, mas não me interessei em fazer Administração, Direito, Turismo, Contabilidade…

Eu gostava mesmo de algo que envolvia a sociedade, suas necessidades mais intrínsecas, como cidadania e educação. Eu queria ser útil sem me fechar em uma sala de escritório, ter a oportunidade de mudar alguma coisa na minha cidade e ser um meio de alguém alcançar uma vida mais digna. Estava quase me decidindo por Serviço Social quando em 2004, conheci algumas pedagogas, principalmente da família do meu ex-namorado.
A mãe dele, que mora em São Paulo me explicou sobre a área, contou histórias e experiências. Eu pensava que os pedagogos só trabalhavam com crianças na educação infantil e anos iniciais. Mas ela administrava todas as escolas de São Bernardo, Santo André e Diadema, desenvolvia projetos e ainda supervisionava. Comecei a ter outro olhar sobre o curso, suas áreas e possibilidades pessoais de atuação.

Na inscrição do PAS, optei por Pedagogia noturno. Foi assim mesmo, decidi na hora. Meu ex-namorado falou que o assistente social sofria muito na sua profissão mas que o pedagogo exercia um trabalho parecido, só que mais prazeroso. Fiz uma escolha que me gerou muitos frutos, e que até hoje me sinto realizada em ter feito. Ainda penso em fazer Nutrição, porque também tenho me apaixonado por essa área e por estar mais inserida nela. Mas Pedagogia foi onde eu me encontrei. E o mais importante para mim: é onde vejo os sonhos de Deus sendo realizados na minha vida. Isso realmente me faz completa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: