Querido Deus,

Posted in oração on 15 de janeiro de 2011 by multicolorido

Querido Deus,

Hoje foi mais um dia difícil.

A comida tem perdido o gosto, os meus lábios tem perdido o sorriso, os meus pés tem perdido o caminho.

A Fé tem sido minha amiga, sempre me dando forças pra continuar e a ter esperança.  

Olhei para céu, e ainda vi as nuven entre as árvores. Elas eram altas, mas visíveis. Cheguei a pensar que cairiam sobre minha cabeça, ou que talvez eu pudesse alcançá-las com meus pensamentos.

 Enganada fui por mim mesma, pobre Ana, perdida em si no meio da rua. No meio dos carros, fora do eixo.

Perdida no caos da mente, cheia de sí, crente no futuro. Amanhá será um bom dia, eu penso. 

Enquanto cruzo a rua eu reflito a nossa distância. Enquanto eu me afasto, Você mostra o seu amor.  Amor, sim… Todo Seu amor.

Eu poderia estar matando…

Eu poderia estar roubando…

Eu poderia estar te pedindo um real!

Enquanto Você está me amando…

Grande reflexão eu faço!

E meu estômago já reclama, minha lingua pede água. A Tua comida quero, a Tua água anseio.

Fazer a Tua vontade, dançar a Tua dança. 

Querido Deus, hoje foi um dia e tanto!

19 de Maio de 2010

A culpa (a caminho de casa)

Posted in Uncategorized on 13 de outubro de 2010 by multicolorido

Ela deixa sua casa como se abrisse mão do seu destino.

Carrega apenas  seus pertences  mais íntimos, pensando estar ao menos dessa vez  encarregada de ser mais simples.

Ela não sabe para onde vai e isso não a deixa preocupada pois já havia perdido o mais importante de sua vida e não hesitava em perder mais nada. E apesar de estar acostumada a sair assim, em busca de algo novo que a estimule a um delicado desfrutar da sua imaginação, ela saia de todo seu mundo habitual.

E enquanto a sabedoria clamava à esquina ela abandonava seus medos e se lançava no improvável.  Dessa vez era tudo diferente, sua vida de maneira forçada havia mudado e ela desejava não ser a mesma. 

Estava encontrando com a morte de si mesmo e dos outros a cada instante.  Sim, aqueles que ela mais havia amado  havia morrido de alguma forma.  Assim, achou que saindo de casa e tomando um ar fresco talvez achasse um motivo a mais para viver. Seria como comprimir mais ainda uma dor já abafada,  companheira dor de rotina.

 Mas não satisfeita de ser a culpa de si mesmo ela torna-se a culpa do outro. Sim, a culpa dele. Quando ela se encontra com ele, percebe que seu esforço foi em vão porque ele, apesar de seu estado pérfido, não estava disposto a mudar os ares de suas vida. O que ele desejava era alguém para completar seu descontentamento, sua pequenez. E não mais uma pessoa pra causar perturbações e saídas repentinas de seu casulo. Foi ai que ela notou que alguém inerte não poderia acompanhar alguém em processo de metamorfose. Foi assim que ela o deixa mais uma vez. Agora sem esperança de voltar, nem ela sabia que já  havia desistido dele há tempos. E apenas queria uma confirmação, um sinal de que poderia abandonar o sonho de ser um com ele. 

Em sua casa, até mesmo as paredes já haviam notado que ela precisava fugir. Ela tinha o apoio de alguns e a relutância de outros, mas o que importava realmente para ela naquele momento era a reflexão afim de digerir a sua nova condição de vida.

 Ela se foi, e demoraria um tempo para que notassem a sua falta. Dias, meses talvez. Porque sua estada, pesar de ser significante, não traria uma rápida absorção do seu estilo de vida algoz. Apenas na dor, sendo um pouco mais restritivo, na dor da falta é quando poderiam notar que já era tarde demais investir.  Mas mesmo se investissem já era tarde demais para tentar.

A sua hora já havia passado, tão rápido como num estralar de dedos.

  Ninguém poderia saber porque, mas ela sabia que tudo isso era culpa do seu jeito veloz e inconstante de ser. Sua vida havia mudado rápido demais, tão rápido que ela lutava para diminuir a distancia dos fatos de sua consciência. E é assim que ela se vai, mas na certeza de que retornará sendo um remédio para as suas dores, e o afago nos dias frios, socorro  para seu desamparo.

faz parte de mim

Posted in oração, relacionamento with tags , , , , , , on 11 de maio de 2010 by multicolorido

Se te arranco me desconfiguro.

Não saia da minha vida, nem de repente muito menos combinado. Não se prepara um coração para ser ferido, mutilado.

Se te perco, não tenho rumo.

Seria um andarilho qualquer, sem casa, sem aluguel, sem roupas e sem prumo. Um qualquer preso na solidão, e solto pelo mundo. Vivendo nesse quebra- cabeças, mendigando um amor que não é meu.

Mas  se te afago me encontro seguro. 

Seus pés eu acaricio. Sim, eles continuam macios e suaves.  Mas também mostram sua força, sua luta, sua coragem. Queria tocar-te, beijar-te e declarar o meu amor. Sou paixão, sou euforia, sou jardim, sou um eterno conflito.  Te daria meu cheiro, meu fruto, o suor do meu trabalho.

Mas sou fiel, sou a mesma, não me deixo mentir. Quando fico longe admito, fujo um pouco de ti. Não porque gosto, não porque quero. Passo o dia me preparando, cada minuto eu espero.

Quando penso, quando acordo, qualquer coisa me chama atenção. Vejo você no vento, vejo você na esquina. Descendo a rua apressado, seja contando uma estória, ou ficando preocupado. Sabe porque faz falta? Porque faz parte de mim.

Me constituí em ti, em ti fui formado. Cada pedaço, cada detalhe, foi tudo planejado. Era pra ser assim, óbvio que tem um propósito.  Só não precisava ser tão massacrante, tão dolorido. Tão assustador, tão imprevisível.

Não tem dia certo para ser ruim, ninguém espera por isso. Não tem dia para surpresas, não tem dia para decepções. Todo dia é dia de morrer um pouco, de largar a sí mesmo.

Sigo com o nó no peito e um grito na garganta escondido.

Estou nu com meus sentimentos à flor da pele, transvestida da veluda dor que me acompanha, abraçando o acaso.

E  tudo fazendo parte da vida, e você fazendo parte de mim.

 

Meu Corpo Fala

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , on 27 de janeiro de 2010 by multicolorido

 

O corpo fala por si

 

Quando sentir saudade, seja por dor ou seja por vontade;

De me escutar mais uma vez ou despertar o que já não se esconde.

Não tenha medo pois meu corpo fala.

Minhas respostas são rápidas e não vacilam em se tornar nua em frente a grande platéia.

Seus olhos passam por mim e eu logo respondo aos seus questionamentos.

Simples de acontecer e não tarda.

È como um tiro certeiro.  E para você, basta apertar o gatilho.

Podem me faltar palavras, pois nem sempre são necessárias mesmo.

Se tocar na minha pele sentirá que ela se torna como uma flor,

minha pupila dilata,

minhas mãos criam vontade própria,

meus pés ficam rápidos, difíceis de controlar.

Meu coração… Há… o coração!

Esse dá um trabalho! Pequeno e complicado. Logo se adianta em todas as situações contigo.

Ele não tem medo, é impulsivo, enganoso e parece  não ter nada a perder.

Sai batendo de frente com qualquer que se opõe a sua bela opinião.

Não tem freios.

Manda sempre as frases erradas para a boca de uma forma tão veloz que nem deixa a mente processar a informação.

Sempre precisa ser tratado, sempre é teimoso.

Meu corpo ainda precisa te falar mais alguma coisa?

Para  um bom entendedor,

meio olhar basta.

A.P.C.B

 

10 passos para você parar de murmurar – Guia prático

Posted in nação, oração, relacionamento with tags , , , , , , , , , , , , on 26 de janeiro de 2010 by multicolorido

“Para de murmurar irmao! – Guia prático” 

Para de murmurar!

   

   
  

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

blá

Para voce parar de murmurar, criei um guia prático muito simples. Por que as coisas são simples, nós que criamos problemas.
Vejo que muito se tem falado e pouco se tem aprendido quando se trata de murmuração. Eu já murmurei hoje e quem não tiver murmurado que atire a primeira pedra.
È algo que precisa ser tratado em nós pois além de estar contaminado a Igreja de Cristo, é algo que Deus preza em nos manter limpos.
 

1) Se vc pensa, “oquê  isso, so dei uma reclamadinha de leve” …Cuidado, isso pode estar se tornando um grande engano! Analise melhor o que anda sendo as suas reclamadinhas de leve e veja se isso realemnte não tem importancia.

Parecia inofensivo...

Voce pode estar com atitudes  que eliciam uma cadeia de erros, produzindo mal-entendidos além de causar no seu meio social situacoes chatas que lá na frente voce pode querer reclamar.  As vezes o que vc olha exprime o outro, as vezes o jeito que voce flaa transmite raiva, desconforto, indignação em vez de amor. 
  

 2)  Cuide do que voce escuta. Só voce é responsável por se manter limpo. As vezes outras pessoas jogam um monte de problemas nas suas costas ou ficam reclamando pra voce, querendo complicar algo simples. Analise o que não é importante e simplesmente fuja daquela situação incoveniente. Minimize seus problemas em vez de aumentá-los. 

  3) Seja mais sábio, busque isso em Deus. As vezes reclamamos de algo que inicialemnte era dispensável e que poderia ser evitado se voce fosse mais sábio. 

 4) “Aquilo que as pessoas sentem é tão importante quanto aquilo que as pessoas fazem” já dizia Skinner – famoso psicólogo que estudou análise do comportamento.  Pense antes no sentimento que voce está levando às pessoas, geralmente elas não ficam tão felizes e agradecidas depois das suas murmurações. 
5) Evite estimulações aversivas.  Corte o problema pela raiz antes que a árvore cresça e crie um monte de frutos indesejáveis. 

Saia já deste buraco!

6) Nunca reclame daquilo que voce permite. Agente permite um tanto de coisas. Perdemos muito com isso e ainda reclamamos do buraco que nos enfiamos. Acorde para o que voce faz e o que voce causa. 
   

 

7) Se for pra reclamar, reclame de algo coerente. Se no fundo do seu coração voce acreditar que precisa reclamar porque se não algo ruim vai acontecer, reclame. Mas esteja ciente que provavelmente existem “n” maneiras de se evitar que algo ruim aconteça e que na maioria das vezes não é pelo caminho da reclamação. E não venha me dizer que são ” reclamações construtivas” que isso pra mim é piada. rs. Depois de voce entender isso e ainda assim quiser reclamar, reavalie a situação cem vezes no mínimo ( fui maldosa agora, rs) , perdoe setenta vezes sete, procure saber quais são as outras opiniões para o caso  e as contingencias que tornaram o problema como ele está, e depois … Se mesmo assim voce conseguir passar por tudo isso, reclame com a mão na consciencia. 

Cuide da sua vida

8) Exija menos do próximo.  Muita vezes colocamos um monte de expectativas nas pessoas e elas não estão dipostas a fazer o que voce deseja. Nem sempre é por falta de vontade ou por não gostar muito de você. As vezes a pessoa teve um dia ruim ou se alimentou mal e está fraca, ou não está a fim de responder as suas exigencias. 

 
 
9) Seja maleável. Se aquilo for realmente necessário, crie um contexto que de alternativas para a pessoa realizar aquela tarefa.
E por fim, o mais importante de todos que deve ser praticado com mais cuidado: 
 
10) AME MAIS!

 

Quando voce consegue alcançar uma pessoa com amor:
 Os problemas ficam mais suaves.
As brigas são menos constantes.
As pessoas se irritam menos umas com as coutras.
Voce passa a servir em vez de esperar pelo outro e depois reclamar dela.
Voce passa a achar tudo mais bonito. Acredite: vai parecer que voce está apaixonado de tão leve de tanto amor. 

Ame mais e fale menos.

Princípio de Adoção

Posted in nação, oração with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 13 de agosto de 2009 by multicolorido

A realidade de Aliança proposta por Deus através de Jesus Cristo é de que somos Filhos  e Ele o nosso Pai. 

Mas como estamos vendo essa paternidade hoje?

Filhos ligados ao Pai

Filhos ligados ao Pai

 

  Uma realidade que muitas vezes não tomamos posse, tornando-nos órfãos de alguma maneira e procurando supostos “PAIS” para suprir o vazio existencial.  Crescemos muitas vezes sem uma figura paterna, e quando Ela está presente, não permitimos que essa figura seja de fato uma lente para ver a Deus. Nos curvamos as artifícios da vida moderna, nos entregamos e nos vendemos para qualquer pai que dá um ALÔ na esquina. Para qualquer coisa que inviabiliza a nossa relação íntima e sincera com o nosso Pai celestial. Pessoas que se tornam filhos da religiosidade, filhos da prostituição, filhos do engano, filhos da mentira, filhos desobediência. Indo mais próximo ainda, filhos da internet e da tv à cabo, filhos de tudo o que o mundo tem para oferecer. Assim, abortamos aquilo que Deus nos entregou à prióri  para sermos uma família em Cristo, um corpo.

Ele nos deu tantos Antônios, tantos Pedros, Joãos,  Gumercindos para aprendermos a nos relacionar com eles e sermos bons filhos.

Vamos relacionar com o profético para talvez darmos mais valor a isso.

Deus quer que haja uma concerto em nós ( noiva). Que haja um mover  sem fronteiras e que avancemos na promessas transgeracionais.   

Nós seremos PAIS de uma movimento apostólico. Para isso, temos que aprender a ser bons pais, sendo bons filhos.

O profético tem o poder de reposicionar dentro de um propósito. À propósito, o propósito é sempre estar no propósito de Deus, certo?  😉

Este é o canal de direcionamento : Jesus. Ele é o caminho de volta ao propósito, o Novo e Vivo Caminho. Ele é o próprio tabernáculo que nos leva ao Pai.

De fato não somos mais  escravos.

Assim, tomamos uma nova identidade: de filhos que servem por amor.

Se  há concerto, se há arrependimento, a igreja é viva. Isto é, precisamos antes de tudo  romper com métodos e não com a igreja.

Muitas vezes não entedemos quem somos e para onde vamos pois perdemos nossa identidade.

Sofremos tanto pois nos ternamos uma geração sem identidade.

Mas Deus precisa que entendamos que Ele é, para que entendamos quem nós somos.  

 

Tudo feito pelo Pai foi maravilhoso, e por mais que não entendemos isso na nossa realidade tão dura de aceitar… è porque muitas vezes o problema está nos olhos de qum vê, e principalemnte de quem faz. Não seguimos os princípior de Deus, não entregamos as coisas mais básicas para serem feitas em nosso cotidiano. Antes de tudo, ter essa postura é crêr piamente na verdade da cruz, na redenção de TODOS os pecados, na liberdade proposta por Cristo, no perdão, no amor  no arrependimento e na fé.

Porque estou tocando tanto nessa tecla?

Talvez não nos damos conta que O RELACIONAMENTO FAMILIAR PATERNO FUNDAMENTA NOSSA ESPIRITUALIDADE E AQUILO QUE ACREDITAMOS EM DEUS.

Deus colocou o Antônio na minha vida para que através do Antônio eu conseguisse entender como funciona esse relacionamento de filho para com o pai  e de pai para filho. Para que quando nós nos acregarmos ao Pai para me corresponder com Eles, isso fluisse da melhor maneira possível.

 

 

O grande probelma é que essas lentes (nossos pais) muitas vezes é distorcida, e nossa visão é afetada.  

 

 

Essa distoção nos leva a enxergar áreas ne nossas vidas distorcidas por essa visão afetada. E isso gera uma tendência natural de quando nos sentimos afetados – a ORFANDADE.

 

Mas quando abrimos nossos olhos para o nosso pai, abrimos nossos olhos para Deus.
Mas se julgarmos nossos pais nós caímos num ciclo de repetição bastante perigoso. O julgamento gera um ciclo de repetição!

Quando você mede, você se torna aquilo que mediu.
Muitos filhos dizem ” Não quro ser igual ao meu pai, pois ele é isso e aquilo outro”, é a mesma coisa de dizer ” Eu quero que aconteça de novo”.
Simples assim, é só julgar o seu pai e condená-lo que acontecerá de novo.
Uma medida prática é liberar perdão. Um perdão genuíno que brote do espírito, que faça anular qualquer raiz de amargura que ainda há dentro de você.
Por meio do perdão, Cristo nos leva ao Pai.

Isso realmente é muito sério.

Se paremos para pensar, o que nossos pais nos deram foi o melhor que ele tinha para nos oferecer.
Eel foi fruto de uma realidade machista, cultural, seja lá o quê… Que o tornou do jeito que ele foi com você. Ele te deu o melhor que ele podia dar. E mesmo que não concorde com isso, não cabe a nós julgá-lo, só nos cabe o perdão.

Um dia quando sentir de fazer isso aconselho:

_”Pai, me perdoe por eu ter guardado ressentimento, dor, ódio, rancor (o que sentir) e não ter te entendido.”

Seu pai com certeza vai vai poder experimentar da graça de Deus nesse seu ato.

Peça a Deus:

“-Senhor, me faça ver com os olhos da graça, a eliminar o cançês que eu deixei sobreviver por muito tempo dentro de mim. ”
A graça se manifesta pagando uma dívida impagável, pense nisso.

Estamos sendo desafiados a perdoar pela fé. E se não cairmos na graça, cairemos na Lei, e nela não temos escapatória.

Deus está nos chamando a primogenitura, e não podemos mais negociar isso. Ele sedeja nos adotar. E se continuarmos órfãos isso comprometerá nosso chamado ( de sermos seus filhos) – a primogenitura.

Entende a distorção?

Entende a distorção?

Uma entrega pode custar uma vida

Posted in Uncategorized on 17 de junho de 2009 by multicolorido

Uma vida é um sonho, um desejo de alguém. Já somos o resultado de uma espera. Os céus já esperavam que nosas vidas fossem sopradas pelo Espírito e formadas pelo mover da sua voz.

 

1167148328_deus

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um sonho firmado sobre a rocha é levado ao mais sublime resultado essencial de sua formação.

 

 

 

De fato fomos planejados, sonhados, almejados.

Passamos um bom tempo tentando nos convencer de que não somos uma esperança para alguém mas quando nos encontramos com a verdade somos convencidos pelo Pai da nossa real existência, tão importante para os que nos rodeiam.

De fato fomos planejados, sonhados, almejados.

De fato fomos planejados, sonhados, almejados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Só Ele sabe o real valor de uma vida. Ele nos abraça, nos consola, nos aperta… E nos dá manhã maravilhosas e dias intensos!  Tudo isso porque Ele sabe o o valor que tem nossas vidas. E mesmo sendo visitados por ondas deste amor, não nos vemos imersos nos teus propósitos de existência.

Suas misericórdias se renovam a cada manhã.

Suas misericórdias se renovam a cada manhã.

Se somos um sonho, penso que como em tudo nessa vida… Somos um sonho bastante complexo. Nosso lar, nossos, amigos, familiares, líderes, tudo pra nos fazer feliz e encontrar com o Pai.  

 

 

Ele deseja que neste sonho haja um relacionamento.  Se somos o outro lado da aliança, sem um relacionamento íntimo e sincero  apenas somos mais um numa imensa massa de órfãos, pobres, cedos e nús.  

A entrega total de nossas vidas aos pés da cruz, como forma de arrepedendimento e esperança é que nos faz íntimos com o Pai. E rende muitos frutos. Frutos que também foram sonhados e que por ventura também fazem parte dos sonhos de Deus.

 

 

Eu sou um sonho. Sou um fruto. Sou uma resposta para alguém.