Arquivo para doenças

Meu Corpo Fala

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , on 27 de janeiro de 2010 by multicolorido

 

O corpo fala por si

 

Quando sentir saudade, seja por dor ou seja por vontade;

De me escutar mais uma vez ou despertar o que já não se esconde.

Não tenha medo pois meu corpo fala.

Minhas respostas são rápidas e não vacilam em se tornar nua em frente a grande platéia.

Seus olhos passam por mim e eu logo respondo aos seus questionamentos.

Simples de acontecer e não tarda.

È como um tiro certeiro.  E para você, basta apertar o gatilho.

Podem me faltar palavras, pois nem sempre são necessárias mesmo.

Se tocar na minha pele sentirá que ela se torna como uma flor,

minha pupila dilata,

minhas mãos criam vontade própria,

meus pés ficam rápidos, difíceis de controlar.

Meu coração… Há… o coração!

Esse dá um trabalho! Pequeno e complicado. Logo se adianta em todas as situações contigo.

Ele não tem medo, é impulsivo, enganoso e parece  não ter nada a perder.

Sai batendo de frente com qualquer que se opõe a sua bela opinião.

Não tem freios.

Manda sempre as frases erradas para a boca de uma forma tão veloz que nem deixa a mente processar a informação.

Sempre precisa ser tratado, sempre é teimoso.

Meu corpo ainda precisa te falar mais alguma coisa?

Para  um bom entendedor,

meio olhar basta.

A.P.C.B

 

Anúncios

Gripe suína vira algoz e vítima da recessão

Posted in nação with tags , , , , , on 29 de abril de 2009 by multicolorido

 

Para especialistas da UnB, pandemia pode agravar crise global. Economia fraca engessa reação dos governos contra a doença
Rafael Fontana – Da Secretaria de Comunicação da UnB

 

A pandemia de gripe suína está se transformando em carrasco e, ao mesmo tempo, em uma vítima da recessão global, conforme avaliações feitas por especialistas da Universidade de Brasília. Carrasco porque seus reflexos já são sentidos na queda da ações de frigoríficos e de companhias aéreas. E vítima porque a resposta dos governos à doença esbarra nos limites orçamentários de cada país, já que a crise financeira mundial atingiu duramente os cofres públicos.

Poucas semanas depois de governos de todo o mundo anunciarem pacotes que, somados, ultrapassam a marca de trilhões de dólares para socorrer bancos, montadoras e seguradoras, o Banco Mundial acena com um modesto empréstimo de US$ 200 milhões ao México para combater a epidemia. “O contexto dessa doença não poderia ser mais inoportuno”, afirma o vice-diretor do Instituto de Relações Internacionais (Irel) da UnB, Alcides Vaz.

“Quando parecia que o pior da recessão havia passado, surgiu a epidemia. Dependendo da gravidade, a economia mundial poderá sofrer um revés”, diz. O outro lado da relação crise-gripe pode ser ainda mais cruel, uma vez que a recessão global obrigou os governos a comprometerem suas receitas para manter empregos. “Isso restringe a capacidade de os estados alocarem recursos para combater a epidemia”, explica.

Caso ocorra um agravamento da pandemia, diz Alcides Vaz, ela será tratada como prioridade pelos governos, para evitar uma tragédia em escala mundial. Nesse caso, outra área deverá ser “sacrificada” para atender às necessidades de combate à gripe suína. “Não gostamos de ser pessimistas, mas a queda das ações das companhias aéreas pode ser apenas a ponta do iceberg”, alerta.

O professor de Economia da UnB Dércio Garcia Munhoz, porém, afirma que a queda na bolsa de valores, neste momento, aparenta ser resultado de especulação dos mercados. “É difícil avaliar desde já os efeitos da gripe suína na economia global”, pondera Munhoz. “A gripe aviária também teve expectativa de pandemia, mas foi contida”, lembra o professor. Desde 2003, a gripe aviária matou 63 pessoas no Vietnã, Tailândia, Indonésia e Camboja. Dezenas de milhões de aves foram sacrificadas em toda a Ásia, onde a doença é endêmica.

 

Deu pra entender com o desenho?

Deu pra entender com o desenho?

Marcelo Jatobá/UnB Agência

PRECAUÇÃO – Autoridades de todos os continentes já começaram a orientar os turistas sobre os riscos de viajar ao México, Estados Unidos e Canadá, países mais afetados pela gripe suína. No Brasil, ainda não houve um pronunciamento oficial sobre o tema. A Associação Brasileira das Agências de Viagem (Abav-DF), informou que tem uma consulta agendada com a Anvisa para esta terça-feira, 28 de abril, quando decidirão se algum procedimento será adotado.

A Abav informou, ainda, que apoiará integralmente os esforços do governo. Para a agente de viagem Luíza Fonseca, é importante orientar os passsageiros. “Hoje eu não recomendaria que algum cliente meu viajasse ao México”, diz. “Pelo menos por enquanto, eu ofereceria alguma opção no litoral brasileiro”.

MEXICANOS EVITAM BEIJOS

A seguir, relato de Laura Alicia Guzmán, 29 anos, jornalista e moradora da Cidade do México, concedido com exclusividade para a UnB Agência.

“Há muita incerteza sobre o que vai acontecer e sobre quanto tempo durará esta situação. No momento, é necessário tomar todas as precauções devidas, como andar com máscara, não cumprimentar ninguém com beijos e não ir a lugares públicos onde estejam muitas pessoas, coisa difícil nesta cidade grande. Suspenderam os eventos esportivos e culturais e não haverá aulas pelo menos até o dia 6 de maio. Apesar de tudo isso, seguimos bem, a espera de mais informações.”

(Colaborou: Érica Montenegro)

Textos: UnB Agência. Fotos: nome do fotógrafo/UnB Agência.

 

 

 

Preocupante, mas era algo até esperado.

Alguém daria palpites  ???

Até onde essa gripe pode atingir a economia e toda nossas vidas?

Pra mim ELA É a ponta do Iceberg…