Arquivo para saudade

faz parte de mim

Posted in oração, relacionamento with tags , , , , , , on 11 de maio de 2010 by multicolorido

Se te arranco me desconfiguro.

Não saia da minha vida, nem de repente muito menos combinado. Não se prepara um coração para ser ferido, mutilado.

Se te perco, não tenho rumo.

Seria um andarilho qualquer, sem casa, sem aluguel, sem roupas e sem prumo. Um qualquer preso na solidão, e solto pelo mundo. Vivendo nesse quebra- cabeças, mendigando um amor que não é meu.

Mas  se te afago me encontro seguro. 

Seus pés eu acaricio. Sim, eles continuam macios e suaves.  Mas também mostram sua força, sua luta, sua coragem. Queria tocar-te, beijar-te e declarar o meu amor. Sou paixão, sou euforia, sou jardim, sou um eterno conflito.  Te daria meu cheiro, meu fruto, o suor do meu trabalho.

Mas sou fiel, sou a mesma, não me deixo mentir. Quando fico longe admito, fujo um pouco de ti. Não porque gosto, não porque quero. Passo o dia me preparando, cada minuto eu espero.

Quando penso, quando acordo, qualquer coisa me chama atenção. Vejo você no vento, vejo você na esquina. Descendo a rua apressado, seja contando uma estória, ou ficando preocupado. Sabe porque faz falta? Porque faz parte de mim.

Me constituí em ti, em ti fui formado. Cada pedaço, cada detalhe, foi tudo planejado. Era pra ser assim, óbvio que tem um propósito.  Só não precisava ser tão massacrante, tão dolorido. Tão assustador, tão imprevisível.

Não tem dia certo para ser ruim, ninguém espera por isso. Não tem dia para surpresas, não tem dia para decepções. Todo dia é dia de morrer um pouco, de largar a sí mesmo.

Sigo com o nó no peito e um grito na garganta escondido.

Estou nu com meus sentimentos à flor da pele, transvestida da veluda dor que me acompanha, abraçando o acaso.

E  tudo fazendo parte da vida, e você fazendo parte de mim.

 

Meu Corpo Fala

Posted in Uncategorized with tags , , , , , , , , on 27 de janeiro de 2010 by multicolorido

 

O corpo fala por si

 

Quando sentir saudade, seja por dor ou seja por vontade;

De me escutar mais uma vez ou despertar o que já não se esconde.

Não tenha medo pois meu corpo fala.

Minhas respostas são rápidas e não vacilam em se tornar nua em frente a grande platéia.

Seus olhos passam por mim e eu logo respondo aos seus questionamentos.

Simples de acontecer e não tarda.

È como um tiro certeiro.  E para você, basta apertar o gatilho.

Podem me faltar palavras, pois nem sempre são necessárias mesmo.

Se tocar na minha pele sentirá que ela se torna como uma flor,

minha pupila dilata,

minhas mãos criam vontade própria,

meus pés ficam rápidos, difíceis de controlar.

Meu coração… Há… o coração!

Esse dá um trabalho! Pequeno e complicado. Logo se adianta em todas as situações contigo.

Ele não tem medo, é impulsivo, enganoso e parece  não ter nada a perder.

Sai batendo de frente com qualquer que se opõe a sua bela opinião.

Não tem freios.

Manda sempre as frases erradas para a boca de uma forma tão veloz que nem deixa a mente processar a informação.

Sempre precisa ser tratado, sempre é teimoso.

Meu corpo ainda precisa te falar mais alguma coisa?

Para  um bom entendedor,

meio olhar basta.

A.P.C.B