Arquivo para viagens

Colômbia es pasion!

Posted in nação, relacionamento with tags , , , , , , , , , on 26 de fevereiro de 2011 by multicolorido

Começa hoje a minha nova jornada, com sensaçao de inìcio de minisèrie. Aquele gostinho de novidade, expectativas e ar de mudança. Coisas novas e lugares desconhecidos: muita expectativa. Jà no aeroporto às 6:30 da manha antes de pegar o vôo para Guarulhos  ainda estava com sono e nao me dei conta que estava indo ficar 2 meses fora.  E naquela correria tìpica de aeroporto comecei a pensar como seria voltar a Colombia e como seria conhecer a cidade Pereira. Fui trocar o dinheiro no Cambia e na fila (enorme por sinal) estava um cara que puxou assunto comigo. Aproveitei a oportunidade para conversar com ele, porque parecia indiano. Mas me enganei, era Venezuelano. Ele me falou do sensacionalismo dos telejornais brasileiros e sua insistencia  em manter uma notìcia por muito tempo sobre a mesma coisa. Ele me explicou que na Venezuela è proibido isso, quando nao se sabe muito sobre o caso ou a  policia\ justiça està resolvendo.  Mostram algumas coisas mas nada de crimes e casos mal-resolvidos, apenas para mostrar a foto de algum procurado jà julgado.

 Depois disso là estava eu em Guarulhos, e sò deu tempo de passar no Duty Free (livre de impostos). Pela primeira vez achei os preços mais em conta, como por exemplo, Victoria Secrets apenas USD 2, 00 mais caro que o preço vendido nos EUA.

Enquanto isso planejava a viagem em meus pensamentos…

E em meio a pensamentos bons começei a sentir apreensao.  E antes de ter medo pensei – para pensar no que poderia acontecer, melhor viver e nao sofrer por antecedência! Pensei isso enquanto minha barriga gelava em pensar que algo pudesse dar errado. Coisas que nunca aconteceram na minha vida atè entao, mas que eu nao estaria livre da ocorrência para uma estrangeira sem passaporte, sem seguro de viagem, convênio mèdico. Mas pra que td isso mesmo hein? rs. Mas essa apreensao foi gerada pelo fato de minha ida a Colombia ser feita apenas com o RG.

Atè hoje acho estranho ir a outro paìs, mesmo que na amêrica do Sul (menos Venezuela) sem passaporte. Entao apra mim, desde a minha passagem pela Policia Federal em Guarulhos atè a emigraçao em Bogotà eu estava insegura.  Ainda mais que as pessoas ficavam me perguntando  – Como è possìvel, nao entendo como  è permitido ficar na Colombia sem visto e sem passporte? Maldita falta de informaçao. E mesmo insegura eu explicava que o Brasil possuia um acordo com a Colombia e vice-versa. Mesmo tendo ligado uma semana antes  na Embaixada da Colômbia no Brasil  para me certificar que poderia mesmo fazer isso ainda ficava com esse friozinho no barriga, mas pelo visto eu nao era a unica que nao possuia essa insegurança. Bendito acordo diplomàtico! Facilitando nossas vidas…

E là estava eu arrannhando meu portuñol e inglês, diga là de passagem. Um cara veio falar comigo e tive que fazê-lo, claro, de maneira pouco compreensível. Só o fiz pq ele era simpático, rs.

Em Bogotà sò deu tempo de despachar a minha linda bagagem com escesso de peso e jà tomar aquele tìpico cafè colombiano.

 Um friozinho de 13 graus meu deu uma sensaçao maravilhosa! E ràpido assim cheguei em Pereira, falando -¿còmo? para todas as pessoas depois que Julieta me ensinou (ou seria Carol y Daniel?) Daqui a pouco vou estar falando nononononononononnonononnononononononononononononononoooooooooooooooooo

 Mas ainda nao tive essa oportunidade!

Quando cheiguei em Pereira fui muito bem recebida primeiramente por El Oso poderoso e por toda a linda familia de Alejandro.

(El viaducto de Pereira) 

Mostrei as fotos que tiramos na chàcara a eles e me dei conta que  misturei os regalos* no meio da viagem.  

Un abrazo fuerte a todos! 

E no proximo post – Nada de português espero.